<$BlogRSDURL$>
Doidimais Corporation
Pesquisa personalizada
terça-feira, novembro 30, 2004
 

NOVAS E EXTRAORDINÁRIAS AVENTURAS
Ao som de The Beatles - Help! ¹

Com novembro no fim, e dezembro ("bem me lembro! bem me lembro!", diria Machado de Assis em sua tradução de O Corvo) conseqüente e inevitavelmente próximo, chegam várias coisas. Mais chuvas. Milagres de Natal. Cedê andando de ônibus e observando o ambiente, achando-se muito o poeta e tirando conclusões sobre a beleza de cada detalhe que vê, como se fosse o único gênio a perceber incríveis e maravilhosos detalhes em momentos cotidianos que na verdade nunca mais se repetirão. Ah, não - isso acontece todos os meses. Deve haver outra coisa que é típica de fim de ano...

Ah sim: notas de final de semestre! Ei-las!

FILOSOFIA II 89
GEOGRAFIA POLÍTICA I 95
HISTÓRIA DAS INTERNAÇÕES RELACIONAIS II 78
MICROECONOMIA 60
PLANO DE INVESTIGAÇÃO II 82
SOCIOLOGIA II 94,5
TEORIA DAS INTERNAÇÕES RELACIONAIS I 93

GRÀND TOTAL 591,5 / 700
MÉDIA 84, 5%
DE 0 A 5 4,225

O aproveitamento é ligeiramente menor que o do semestre anterior (86,28%).

***

Obviamente, estamos aqui por outros motivos que não as notas. Elas foram publicadas por tradição - afinal, figuram nos arquivos de junho deste ano. Mas vamos às idéias que (imagino) fazem vocês visitarem o DOIDIMAIS CORPORATION.

Como todos sabem, vivemos numa cultura hedonista. Muito hedonista. Não que eu reclame. Não vou ser desses fessores retardados papagaios guevaristas de Humanas que acham que isso é um absurdo, e só faltam sugerir o regresso à Idade da Pedra e ao "socialismo primitivo". Vocês sabem, esses tipinhos imbecis que acrescentam "social" a tudo quanto é palavra. Justiça social, escola social, comunicação social, responsabilidade social, sociedade social, blábláblá.

Mas continuando. Daí que vivemos numa sociedade hedonista. É pecado mortal cortar a onda! Roubar doces e cerveja de supermercados, urinar nos prédios e calçadas, andar na rua acordando a vizinhança, bater rachas pondo em risco a vida de motoristas que não tem nada a ver, ouvir música altas horas da noite a volumes altíssimos, trocar carinhos com pessoas que tem namorado(a), tudo isso pode. Sem nenhuma punição.

Mas interromper alguém que curte uma viagem de drogas diversas, recusar-se a oferecer fogo ou cigarros a quem pede (os tendo, claro), derramar bebida alcoólica, entrar de supetão em um quarto trancado - são tabus inquebráveis! Ao contrário de antigos tabus - tipo sexo antes do casamento - NINGUÉM os faz, a não ser por acidente.

Vivemos numa cultura super-valorizadora da viagem induzida por drogas ou álcool. - mas eis a contradição.

Se a viagem for natural, ela é mal-vista. Todo mundo constantemente solta o "Nó! Viajou!", como se fosse algo negativo. Bacharelandos em Filosofia são tratadados como "colocadores de pêlo em ovo" que "discutem o sexo dos anjos" (ouvi essa HOJE! de uma aluna da FAFICH!). Existem várias - muitas mesmo! - expressões pejorativas para viagem, muitas delas envolvendo maionese. Que, como todos sabem, é outra invenção humana totalmente subestimada (junto com a maior invenção do século XX: o bebedouro!), e tratada pejorativamente. Mas isso é outra história.

A questão é: nesta nossa cultura, viajar é recriminado. A menos que seja sob o efeito de drogas. Aí é legal.

Que cultura inteligente essa nossa!

***

A Internet acabou com nosso tempo de concentração. A qualquer momento haverá alguém online para conversar. Não alguém numa sala de bate-papo, não é dessas atrocidades que falo. Haverá sempre alguém CONHECIDO no MSN e/ou ICQ para puxar papo. É como ter um telefone que não pára de tocar nunca. NUNCA.

***

Inglês é complicado:

"how competition from established great powers combined with challenges from rising great powers to diminish Britain´s relative power and erode its primacy".

Demorei para entender. Tive de ler várias vezes. até perceber que deveria ler combined como "combinaram-se", e não "combinaram com", como é minha expectativa ao ler uma frase dessas. Inglês complica justamente por ser muito simples.

***

Eu sempre terminei as campanhas de D&D ² que eu mestrava com uma frase que envolvia "e novas e extraordinárias aventuras" que aguardavam os heróis ou coisa do gênero.

Eu tenho isso, de frases que sempre uso em determinadas ocasiões.

"Representantes do mundo!"
"Na última sessão de jogo, extraordinários eventos aconteceram..."
"Olha quem tá aqui!"
"´Scuze me?"
et cetera.

Outra coisa que faço constantemente é imaginar a vida como um grande seriado. O que além de gerar muitas oportunidades de piadas (as quais meus amigos também não hesitam em fazer) promove frases narrativas. O novas e extraordinárias aventuras soa extremamente adequado aqui. Estou de férias de uma das faculdades, e meu primeiro ano no terceiro grau está chegando ao fim. Nunca num único ano conheci de fato tanta gente, e nunca minhas perspectivas foram alteradas pelo mero fato de conhecer pessoas.

Dá quase para visualizar o narrador acrescentando: " e novas e extraordinárias aventuras..."


¹ Já que não dá mais para ser She Loves You :-/ ...

² Ou CD&D, no caso.
 

Peixes:
Comments: Postar um comentário
A corporação mais lucrativa, subversiva e informativa do planeta. Doidimais Corporation- expandindo pelo mundo para que você expanda o seu. Doidimais Corporation- ajudando você a ver o mundo com outros olhos: os seus. Doidimais Corporation- a corporation doidimais. doidimaiscorporation[arrouba]gmail[ponto]com

ARQUIVOS
Fevereiro 2004 / Março 2004 / Abril 2004 / Maio 2004 / Junho 2004 / Julho 2004 / Agosto 2004 / Setembro 2004 / Outubro 2004 / Novembro 2004 / Dezembro 2004 / Janeiro 2005 / Fevereiro 2005 / Março 2005 / Abril 2005 / Maio 2005 / Junho 2005 / Julho 2005 / Agosto 2005 / Setembro 2005 / Outubro 2005 / Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Maio 2006 / Junho 2006 / Agosto 2006 / Março 2007 / Maio 2007 / Junho 2007 / Dezembro 2007 / Março 2008 / Maio 2008 / Junho 2008 / Agosto 2008 / Março 2009 /


Powered by Blogger