<$BlogRSDURL$>
Doidimais Corporation
Pesquisa personalizada
quinta-feira, junho 10, 2004
 
DIVAGAÇÕES
( Ao som de Emílio Santiago - Amigo é Pra Essas Coisas )

Não sei se é pelas aulas de direção ou se pelo cotidiano mais apressado de provas para todos os lados - mas o fato é que ando perdendo um monte de idéias para textos aqui e lá. O que é uma boa notícia, de certa maneira*, pois significa que estou tendo muitas idéias in the first place. Continuo tão inspirado quanto no ano passado (ou mais). O certo é que se eu quiser manter tudo na minha cabeça, terei de andar com o celular comigo o tempo todo - bem como ter enorme força de vontade para vencer a preguiça de me levantar da cama logo após deitar, e rabiscar a idéia recém-nascida num bloquinho de rascunhos. Minha mente é ótima para produzir conclusões brilhantes (para mim, claro) ou piadinhas deliciosas (para mim, óbvio) logo após eu ter me achado confortável na cama. Adoro ela.

- Salve !
- Como é que vai?
- ´Amigo a quanto tempo...
- Um ano ou mais...
- Posso sentar um pouco?
- Faça o favor!
- A vida é um dilema...
- Nem sempre vale a pena...
- Ah...
- O qué que há?
- Rosa acabou comigo...
- Meu Deus, porquê?
- Nem Deus sabe o motivo...
- Deus é bom!
- Mas não foi bom pra mim...
- Todo amor um dia chega ao fim!


Nos próximos dois meses, eu vou passar de semestre, viajar para Brasília com amigos, matricular-me na UFMG, e, queira o Destino, ter motivos para que a música que embala este texto não tenha nada a ver comigo. Estou me sentindo como o delegado do Zimbábue que, logo após contar com os votos dos dez membros não-permanentes do Conselho de Segurança**, assiste, um a um, os cinco membros permanentes dizerem uma das mais belas palavras da língua portuguesa***:

- Abstém! Abstém!

- Triste!
- É sempre assim...
- Eu desejava um trago...
- Garçom, mais dois
- Não sei quando eu lhe pago...
- Se vê depois...
- Estou desempregado
- Você está mais velho!
- É!
- Vida ruim...
- Você está bem disposto
- Também sofri
- Mas não se vê no rosto
- Pode ser...
- Você foi mais feliz...
- Dei mais sorte com a Beatriz!


Com todo o lobby pró-desarmamento existente, com o qual contamos com nossa caríssima Rede Globo - cujos serviços para o bem-estar político da população são inestimáveis - urge (ou, à maneira do Teixeira, faz-se mister) uma campanha anti-desarmamento - para incitar o debate e esclarecer a população sobre os imensos perigos do plano contra as armas, liderado pelo nobilíssimo paladino dos Direitos Humanos, Nilmário Miranda. E, como nos ensinou o velho Tio Nicolas (que completou 535 anos há pouco tempo), o fim nobre merece os meios mais apelativos e eficientes que se possa achar.

Assim sendo, sugiro uma linguagem para as futuras cenas televisivas desta campanha, que, claro, já existiria há muito tempo se houvesse realmente uma Direita neste país. A atual "oposição com responsabilidade" está mais para Arena do que MDB, e olha que mesmo se parecesse o MDB já não seria assim uma Brastemp de oposição. De quebra, além disto ofereço um slogan também. Sou ótimo com slogans, como comprova a parte superior direita deste blog. Leiam lá.

As cenas da campanha anti-desarmamento deveriam ser o mais semelhantes às das progandas de margarina e da Sadia possível, não hesitando em apelar para fundos musicais emotivos e cenas de velhinhos e crianças, bem como casais jovens com a garota exibindo o barrigão de grávida - com efeito, não há medo em copiar descaradamente o tal filme do "filtro solar". A voz de Pedro Bial está, claro, descartada - exceto pela Esquerda, que a usará numa paródia do filme. Nada como uma mulher segurando um bebê junto ao peito, e um trezoitão fumegante na outra mão, o corpo de um criminoso bêbado armado com uma faca no chão de uma casa impecavelmente arrumada.

O slogan?

QUEM AMA, ARMA.

- Pois é...
Vivo bem...
Pra frente é que se anda
Você se lembra dela?
- Não...
- Lhe apresentei...
- Minha memória é fogo...
- E o l'argent?
- Defendo algum no jogo...
- E amanhã?
- Que bom se eu morresse!
- Pra quê rapaz?
- Talvez Rosa sofresse...
- Vá atrás!
- Na morte a gente esquece
- Mas no amor a gente fica em paz!


Ao contrário da crença popular, as mulheres, meus caros, são infinitamente melhores que nós no que diz respeito a aliar-se umas com as outras. Isto fica muito claro na imensa campanha que existe para o Câncer de Mama: propagandas televisivas com atores famosos, camisetas, um equipamento conhecido como Mama Amiga (uma espécie de seio de borracha para ajudar as mulheres a aprenderem a apalpar seus próprios), etc. Imaginem isto acontecendo com nós...

Camisetas com os dizeres "O Câncer de Próstata no Alvo da Moda". Artistas nos ensinando a fazer o auto-exame. E reiterando que tem que ser uma vez por mês. E como se não bastasse, nem quero conhecer o equivalente prostático da Mama Amiga...

- Adeus...
- Tomá mais um...
- Já amolei bastante...
- De jeito algum...
- Muito obrigado, amigo
- Não tem de quê
- Por você ter me ouvido
- Amigo é pra essas coisas...
- É...
- Toma um Cabral
- Sua amizade basta
- Pode faltar!
- O apreço não tem preço...
Eu vivo ao Deus-dará!
- O apreço não tem preço...
Eu vivo ao Deus-dará!
- O apreço não tem preço...
- Eu vivo ao Deus-dará!


* E não "em grande medida".
** Esta cena nunca aconteceu. Que eu saiba, a gloriosa República do Zimbábue nunca esteve no Conselho de Segurança.
*** Estou consciente de que, neste caso, a frase seria dita em quatro idiomas diferentes, nenhum dos quais o português.
 

Peixes:
Comments: Postar um comentário
A corporação mais lucrativa, subversiva e informativa do planeta. Doidimais Corporation- expandindo pelo mundo para que você expanda o seu. Doidimais Corporation- ajudando você a ver o mundo com outros olhos: os seus. Doidimais Corporation- a corporation doidimais. doidimaiscorporation[arrouba]gmail[ponto]com

ARQUIVOS
Fevereiro 2004 / Março 2004 / Abril 2004 / Maio 2004 / Junho 2004 / Julho 2004 / Agosto 2004 / Setembro 2004 / Outubro 2004 / Novembro 2004 / Dezembro 2004 / Janeiro 2005 / Fevereiro 2005 / Março 2005 / Abril 2005 / Maio 2005 / Junho 2005 / Julho 2005 / Agosto 2005 / Setembro 2005 / Outubro 2005 / Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Maio 2006 / Junho 2006 / Agosto 2006 / Março 2007 / Maio 2007 / Junho 2007 / Dezembro 2007 / Março 2008 / Maio 2008 / Junho 2008 / Agosto 2008 / Março 2009 /


Powered by Blogger